Um convite…

Às vezes eu tenho medo dos relacionamentos humanos. Esses dias um amigo meu terminou um namoro que eu jurava que duraria para sempre. Fiquei realmente surpresa, quis saber qual era a explicação e ele resumiu: “nós mudamos com o tempo e um não convidou o outro”.

Complexo né? A verdade é que se relacionar é dificílimo, mas alguém te garantiu que seria fácil? Descobrir (e aceitar) os defeitos do outro, aprender com os seus, compartilhar problemas e vitórias e saber que você pode ser diferente do outro e que não pode esperar dele atitudes que talvez você ache certas – tudo isso faz parte do jogo.

E esse problema não é exclusividade de casais apaixonados, não. Pais e filhos são parecidos, assim como melhores amigos, irmãos,  mas em algum momento as desavenças aparecem, os objetivos se desencontram e aí, o que você faz? Discute, foge, termina o namoro ou convida a pessoa a te acompanhar no que quer que seja. Convida a pessoa a te entender, expõe seus pontos de vista e escuta a opinião do outro. É nessa hora que você descobre a amizade que vale a pena, o amor e o quanto algumas pessoas são importantes (e outras, descartáveis).

A verdade é que você precisa se descobrir, confiar em você e, só assim, pode ter por perto quem quer que seja. Pode se afastar, passar por questionamentos e crises internas, afinal, quem nunca passou, certo? Mas em algum momento tem que olhar para o lado e ver que as pessoas que te amam podem te ajudar e te acompanhar.

Nesse trajeto você pode descobrir que os objetivos realmente não encaixam e que o amor acabou ou ainda existe, mas os caminhos realmente tomaram rumos opostos. Nesse caso, o jeito é aceitar, manter suas convicções e avaliar o que realmente você quer.

Mas, para os relacionamentos – brigas de família, decepção entre amigos, namoros que pareciam perfeitos – que acabaram, mas aquela sensação de que poderia ter sido diferente ficou, ainda existe uma solução. Afinal, você  ainda tem tempo de mandar um convite para aquela pessoa especial. Não custa tentar, custa?

Anúncios

4 comentários sobre “Um convite…

  1. Flá disse:

    adorei o post!
    falou e disse!!!!
    e não é só no começo do relacionamento q é assim.. é um eterno processo de mudanças, conversas e “convites”. Gostei disso do convite pq define bem a sinceridade que tem que ter pra falar o outro e de abrir os braços pra aceitar que comprenda e que venha com a gente.

  2. Bruno disse:

    Todos nós mudamos ao longo do caminho, isso é natural… O importante é estender a mão para as pessoas que gostamos e convidás-las para essas mudanças!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s